História

Será provavelmente a mais antiga (ou das mais antigas) casas funerárias em actividade em Portugal, aliando a tradição e a inovação, fortemente ligada à família Moreira.

Moreira da Maia no Século XIX

Há registos de serviços de elevada qualidade e competência que remontam a uma época anterior ao ano de 1847, pelo então génio empreendedor de Domingos José Moreira (o “Clara”), fundador da então denominada “Casa de Armação Moreira”, também fundador da Banda de Música de Moreira da Maia.

“É natural d’esta aldeia Domingos José Moreira, lavrador, Muzico, Armador, cerieiro, e no seu principio carpinteiro”. (pág. 62)

“Há também boa música, que forma uma capela, dirigida pelo hábil mestre Domingos José Moreira, natural de Moreira, que também tem uma boa armação de Igreja”. (pág. 32)

“Os armadores mais notaveis são o do logar do Carvalhido freguezia de Moreira, Domingos José Moreira (o Clara) é armador e mestre da muzica da Capella há muitos annos, muito conhecido pelo labuto e habilidade. Tem boa muzica e muito rica armação tanto de gala como de lucto, e tem grangiado boa fortuna que seu genio emprehendedor muito tem desbaratado.” (pág. 54)

in “Moreira da Maia no Século XIX – Segundo o Manuscrito do Padre Joaquim Antunes de Azevedo” – José Augusto Maia Marques.

A continuidade da actividade da casa foi também assegurada por José Domingos Moreira, seu filho, e posteriormente, pelos seus netos António José Moreira (o “Mestre Clara”), que dá actualmente nome à rua e urbanizações vizinhas (Rua Mestre Clara e Urbanização Mestre Clara) e Domingos José Moreira conhecido pela seu trabalho como Juiz da Paz e de Secretário e Presidente na Junta de Freguesia de Lavra – Concelho de Matosinhos (Secretário de 1937 a 1942 e Presidente de 1942-1962).

Tem também forte ligação à Casa Moreira, o Coronel Carlos Moreira, mais um irmão destes referidos sucessores, tendo sido também presidente da Câmara Municipal da Maia.

Mantendo a tradição de mais de 150 anos da continuidade pelos descendentes da família Moreira a gestão da empresa esteve a cargo de Domingos José Dias Moreira, durante cerca de 40 anos, sendo este bisneto do “Clara” e também regente da Banda de Música de Moreira da Maia durante 20 anos.

A Agência Funerária Secular Casa Moreira Lda prossegue a sua atividade mantendo a gerência dos filhos João Moreira e Luís Moreira, desde 2001, que seguem a mesma metodologia de trabalho e valores característicos do seu pai, Domingos Moreira, e de toda a família na história da Casa Moreira.